Santuário Frei Galvão

Celebração da Festa de Santa Clara de Assis.

O Santuário Frei Galvão traz para seus fieís as grandes celebrações ligadas ao Carisma Franciscano. Domingo, dia 8, na missa das 15h, inicia-se o Tríduo em preparação a Festa de Santa Clara. Durante o Tríduo, serão vendidos Pastéis de Santa Clara.
 
Dia 8 de agosto, 1º dia do Tríduo, às 15h, tema: “Santa Clara e a Eucaristia”. Estarão presente as Irmãs Clarissas. 
Dia 9 de agosto, 2° dia do Tríduo, às 15h, tema: “Santa Clara e o Espelho”.
Dia 10 de agosto, 3° dia do Tríduo, às 15h, tema: “Santa Clara e a pobreza”. 
 
 
Dia 11 de agosto, Quarta-feira, às 15h, Solene Festa de Santa Clara. Neste dia serão vendidos os pastéis de Santa Clara e o bolo de Santa Clara com medalhinhas. E às 19h30, uma Live. Uma produção da Conferência da Família Franciscana do Brasil (CFFB), do Regional São Paulo, como transmissão da TV Web Frei Galvão. 
 
 
Santa Clara é a mãe do Carisma Franciscano. Nascida em Assis (Itália), no ano de 1193. Seu nome diz de sua vida. Luz, acesa pelas mãos do criador para iluminar o mundo com sua santidade.
Trilhou o Caminho evangélico dando os mesmos passos dados por São Francisco de Assis, em busca de conformar a própria vida com o Cristo pobre e crucificado.
 
No Domingo de Ramos de 1211, sob a luz da lua e o silêncio da noite, nos campos de Assis, Clara de Assis foge ligeira de sua casa paterna para viver sua vocação. É recebida na pequena Capela da Porciúncula por Francisco de Assis e seus companheiros.
Para marcar sua escolha, seus cabelos foram cortados, e sobre seu corpo foram colocadas as vestes da Penitência, como sinal de entrega total ao Cristo pobre, casto e obediente. Ao se dirigir para a igreja de São Damião, Clara – juntamente com outras moças – deu início à Ordem, contemplativa e feminina, da Família Franciscana (Clarissas), da qual se tornou mãe e modelo.
 
Fez da Santíssima Eucaristia seu maior tesouro, alimento e defesa nas adversidades. Seus últimos anos foram marcados por uma terrível doença. Mesmo diante dessa enfermidade, seu espírito elevado a fez participante dos mistérios de Cristo na Santa Missa. Em uma noite de Natal, recolhida em oração, assiste, na parede da sua cela, os ritos que, naquele momento, se realizavam na Porciúncula, coração pulsante da comunidade dos Frades. Por este motivo, foi declarada, por Pio XII, padroeira da Televisão.
 
Santa Clara faleceu no dia 11 de agosto de 1253. Dois anos depois, foi proclamada Santa por Alexandre IV.