Santuário Frei Galvão

Oitavo dia da Novena: Frei Galvão e o convite à conversão

O 8° dia da Novena, cujo tema foi “Frei Galvão e o convite à conversão", foi marcado com muitos momentos. Pela manhã, frades, seminaristas e leigos (voluntários do Santuário) participaram do Programa “Sábado no Santuário”, pela TV Aparecida. Duas Missas, 15h e 18h e LIVE em homenagem a Frei Galvão. 
 
Sábado no Santuário
 
Desde que os frades chegaram ao Santuário de Frei Galvão, os Redentoristas, com a TV Aparecida, expressam desmedidamente a acolhida e interesse pela missão dos frades junto ao Santuário. Fazendo questão de divulgar os assuntos do Santuário.
Pela segunda vez, o Santuário Frei Galvão participou do programa “Sábado no Santuário”. Todos os sábados as pessoas que acompanham a programação desta emissora, refletem, rezam e se divertem com a pauta em questão. O tema foi Frei Galvão. Houve cantos, entrevistas, brincadeiras. Além de Frei Diego e Frei Leandro, que estão à frente do Santuário; participaram Frei Florival e dois postulantes do Seminário Frei Galvão. 
 
 
“Tragédia maior é quando não buscamos nossa conversão”. 
 
“Toda romaria, toda peregrinação é um caminho de conversão. Caso você se preocupe em ir a um Santuário e deter-se simplesmente em comprar,  fazer selfies, entre outras coisas, menos se converter, saiba que você perdeu tempo”, disse Padre Thiago Henrique Silva Guimarães de Freitas, pregador da missa das 15h. Padre Tiago é membro do clero de Aparecida. 
“O convite à conversão é feito pelo próprio Deus, apontado por Frei Galvão. Deus acredita em nossa caminhada de retorno”. Essa foi a fala ânimo do padre aos fiéis. Sua chamada de atenção também foi para a realidade sacramental: “Tragédia maior é quando não buscamos nossa conversão”. 
 
“Conversão é um propósito de errar menos”. 
 
Um dos símbolos que marcaram os fiéis na noite do oitavo dia da Novena, foi a entrada de uma coroa de flores, fazendo memória das 600 mil pessoas mortas pela COVID 19. Após as flores, foram entronizados objetos que lembravam o combate ao coronavírus. A carteirinha do SUS, por exemplo. 
 
Saudando emocionado Padre José Ferreira, um sobrevivente da COVID 19, introduziu às pessoas ao tema. Padre José Ferreira é o Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Glória (Arquidiocese de Aparecida). Concelebraram, Padre Renan (Arquidiocese) e Frei Diego.
Padre José Ferreira, disse do seu longo processo de internação e recuperação. “Todos os que me visitavam - disse o padre - deixavam orações. Dentre essas orações, a oração de Frei Galvão. Frei Galvão me acompanhou”. 
Partilhando do tema, refletiu: “Conversão é um propósito de errar menos. Com firme propósito de reaver e recuperar o que nos faz mais santo, e menos pecador. A luta para sobreviver”, disse o padre. 
 
 
Voltando para o relato de sua própria história, disse: “Essa pandemia veio para baixar um pouco o nosso nariz. Veio para todos! Estávamos todos perdendo, nessa pandemia. No mais, um convite para uma nova vida. Como Bartimeu. ‘Vai e a tua fé te salvou’. A cada hora que vamos ao encontro daquele que está necessitado, é Jesus que está ali”, refletiu o padre. 
 
LIVE de Frei Galvão
 
Após a missa das 18h, os devotos de Frei Galvão apreciaram uma LIVE de homenagem ao Santo. Nesse LIVE, as pessoas puderam conhecer um pouco mais sobre Frei Galvão a partir de cantos e uma contação de histórias. 
Os cantores eram homens e mulheres que, na sua arte, cantam a vida de Frei Galvão. Dentre os cantores, o coral de crianças, “Voz e identidade”. 
Uma noite de ricas expressões a partir da vida de Frei Galvão. 
A direção, produção e transmissão foi realizada pela TV Frei Galvão (YouTube).