Santuário Frei Galvão

Primeiro dia da Novena: Frei Galvão e o testemunho do Evangelho

“Frei Galvão e o testemunho do Evangelho”. Foi a partir dessa motivação que celebradas as duas missas (15h e 18h) que marcaram o início da Novena em preparação a festa de Frei Galvão 2021. 
 
A missa das 15h, foi presidida pelo padre Aloísio Mota, pároco da Paróquia São Pedro, da Arquidiocese de Aparecida. Concelebrada pelo Padre Douglas, vigário da mesma Paróquia. Frei Leandro Costa (colaborador do Santuário) recebeu os celebrantes convidados. Na pregação, Padre Aloísio evidenciou três realidades: 1. A vida de São Francisco. Francisco de Assis é um projeto de vida e de Igreja.  2. A fraternidade franciscana, como forma genuína de testemunho para todo franciscano. 3. A grandeza espiritual do Vale do Paraíba, que nos permitiu ter Maria, a Virgem de Aparecida e que também nos deu Frei Galvão. 
 
 
Na missa das 18h, essa presidida por Frei Diego Atalino de Melo, os fiéis celebraram com alegria e entusiasmo, reconhecendo os muitos voluntários deste santuário.
 
Em sua pregação, Frei DIego trouxe a temática do Evangelho que diz: “o maior é aquele que serve a todos”.  “Não por acaso, a Novena inicia lembrando o serviço”, disse Frei Diego.
 
“Quem quiser entender a vida de Frei Galvão, deve entender a dimensão do serviço. Que o forjou este grande santo… Sejamos servidores do Evangelho”. A maneira franciscana de viver o evangelho é a minoridade. Como servo! Servidor! Totalmente ao contrário da discussão de João e Tiago, que encontramos no Evangelho de hoje... A raiz da vida de Frei Galvão é puramente franciscana, ou seja, como servo e menor. Um servidor menor do Evangelho, como São Francisco de Assis desejou e viveu”. 
 
Os paraninfos dessa santa missa foram os voluntários e voluntárias do Santuário. Os mesmos apresentaram símbolos ligados à sua participação e missão, aqui no Santuário. Hoje, existem as seguintes pastorais no Santuário: acolhida, acólitos, coroinhas, equipe das pílulas, músicos, leitores, ministros extraordinários da eucaristia. Não desconsiderando os colaboradores, que contribuem nesta missão evangelizadora. 
 
 
Os fiéis ofertaram arroz, como gesto concreto deste primeiro dia.  Amanhã, dia 17 nos horários das 15h e 18h, teremos o segundo dia da Novena com o tema: “Frei Galvão e a minoridade”.