Santuário Frei Galvão

Coroa Franciscana das Sete Alegrias da Santíssima Virgem

Em 1442, no tempo de São Bernardino de Siena (frade franciscano), se difundiu a notícia de uma aparição da Virgem a um noviço franciscano. Este, desde pequeno, tinha o costume de oferecer à Bem-Aventurada Virgem uma coroa de rosas. Quando ingressou entre os Irmãos Menores, sua maior dor foi a de não poder continuar oferecendo à Santíssima Virgem suas flores. Sua angústia chegou a tal ponto que decidiu abandonar a Ordem Franciscana. Então, a Virgem apareceu para consolá-lo e lhe indicou outra oferenda diária que lhe seria mais agradável. Sugeriu-lhe recitar a cada dia sete dezenas de Ave Marias intercaladas com a meditação dos sete mistérios gozosos que ela viveu em sua existência. Desta maneira, teve origem a Coroa Franciscana, o Rosário das sete alegrias de Nossa Senhora.
São Bernardino de Sena foi um dos primeiros a praticar e difundir esta devoção, que para ele era fonte de grandes graças. Um dia, enquanto recitava esta coroa, apareceu-lhe a Santíssima Virgem e com inefável doçura lhe disse que gostava muito desta devoção e o recompensava com milagres para converter os pecadores: “prometo-te fazer-te participante da minha felicidade no paraíso”. 
 
Uma tradição adicional
 
Segundo uma antiga tradição, Maria Santíssima viveu 72 anos na terra antes de sua Assunção aos Céus. Por isso, na Coroa das Sete Alegrias, podem-se acrescentar duas Ave-Marias antes de começar as sete dezenas, para que assim se complete uma Ave-Maria para cada ano de vida de nossa Mãe Maria neste mundo.
 
Sinal da cruz
Oferecimento 
 
Ó Piedosíssima Virgem Maria, purificai nossos lábios e nossos corações, para que possamos, dignamente, recitar a coroa de vossas alegrias. Nós vo-la oferecemos, para gloriar-vos, para implorar vosso auxílio, pelas necessidades da Igreja e de nosso País para satisfazer em tudo, a justiça divina. Nós nos unimos a todas as intenções do Sagrado Coração de Jesus e do vosso Coração Imaculado.
 
– Creio – Pai-Nosso – Duas Ave-Marias
 
I Alegria de Maria
Anunciação do Anjo Gabriel
 
Saudamos-te como o Anjo Gabriel: “Ave Maria, cheia de graça o Senhor é contigo…”.  E logo te disse: “… Conceberás em teu seio e darás à luz um filho a quem porás o nome Jesus”.
Todos: “Eis aqui a escrava do Senhor, faça-se em mim segundo vossa Palavra”. Assim nos mostraste o caminho a seguir: aceitar a nossa vida como Deus nos apresenta cada dia, vivendo com amor tanto as alegrias como as dificuldades. Assim como São Francisco aceitou docilmente sua missão, respondendo com todo seu ser ao chamamento de Jesus, ajudai-nos, ó Mãe, a sermos fiéis a Jesus. 
 
1 Pai-nosso, 10 ave-marias e 1 Glória ao pai 
 
II Alegria de Maria
Visita a sua prima Isabel
 
Recordamos contigo, Maria, quando em Judá, foste à casa de Zacarias e saudaste Isabel. Ela, ao ouvir-te, ficou cheia do Espírito Santo, e o menino saltou no seu ventre. Nessa noite, recebemos-te como fez Santa Isabel. “Bendita sois vós, entre todas as mulheres e Bendito é o fruto de vosso ventre, Jesus”. Rogamos-te que venhas sempre visitar-nos, para nos trazeres Jesus e o seu Santo Espírito. Como São Francisco que te nomeou Advogada da família Franciscana, que possamos contar com a tua poderosa intercessão. 
 
1 Pai-nosso, 10 ave-marias e 1 Glória ao pai 
 
III Alegria de Maria
Nascimento de Jesus em Belém
 
Contigo Maria e com São José, alegramo-nos por este presente que nos destes, nesta noite de paz e amor. Com os anjos e pastores digamos:  “Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade”. Inspirados por São Francisco de Assis, que fez o primeiro presépio, revivamos a maravilhosa cena do nascimento de Jesus.  Que esse Mistério da encarnação do Senhor encha os nossos corações de alegria e amor.
 
1 Pai-nosso, 10 ave-marias e 1 Glória ao pai 
 
IV Alegria de Maria
Adoração dos Reis Magos
 
Vemos com alegria que três sábios acreditam, e com humildade adoram ao Menino Deus, oferecendo-lhe ouro, incenso e mirra, como homenagem e reconhecimento ao Rei, ao Deus e ao homem. Nós, junto aos reis, queremos adorar ao vosso Filho Divino, e render-Lhe homenagem com nossas orações. Como São Francisco, queremos estar alegres, jubilosos e adorar a Deus que se fez carne e habitou entre nós!”
 
1 Pai-nosso, 10 ave-marias e 1 Glória ao pai 
 
V Alegria de Maria
Maria e José encontram Jesus no templo
 
Que alegria sentimos contigo ao encontrar a Jesus e poder abraçá-lo, como vós o encontraste no Templo! Queremos repetir como São Francisco, que com alegria dizia:“É isso que eu quero, é isso que eu procuro, é isso que eu desejo de todo o coração”. 
Dirigente: Maria, quando nos sentirmos perdidos, longe de Jesus, ajudai-nos a encontrá-Lo dentro de nós e em toda a criação, como refletia Francisco no Cântico das Criaturas. 
 
1 Pai-nosso, 10 ave-marias e 1 Glória ao pai 
 
VI Alegria de Maria
Maria vê a Jesus Ressuscitado
 
Contigo Maria, nos alegramos por Cristo ressuscitado. “Luz que ilumina a todo homem que vem a este mundo”. Ele é o caminho, a Verdade e a Vida. Como Francisco queremos nos encher de amor por vosso Filho e sempre dizer: “Meu Senhor e meu Deus, meu Deus e meu tudo!”
 
1 Pai-nosso, 10 ave-marias e 1 Glória ao pai 
 
VI Alegria de Maria
Assunção de Maria e sua Coroação
 
Que alegria sentimos contigo Maria, porque elevada ao céu estás junto a vosso filho amado, sois Co-redentora, intercessora e auxiliadora nossa. Tu, humilde mortal, agora Rainha de céus e terra, mostras-nos, o caminho e vos dizemos: “Oh, Maria, minha Mãe, eu vos dou meu coração”. Como Francisco, esperamos receber a coroa da Vida. 
 
1 Pai-nosso, 10 ave-marias e 1 Glória ao pai 
 
Oração Final
Lembrai-vos, ó puríssima Virgem Maria, que nunca se ouviu dizer que algum daqueles que tenha recorrido à Vossa proteção, implorado a Vossa assistência e reclamado o Vosso socorro, fosse por Vós desamparado. Animado eu, pois, de igual confiança, a Vós, Virgem entre todas singular, como a Mãe recorro, de Vós me valho, e, gemendo sob o peso dos meus pecados, me prostro aos Vossos pés. Não desprezeis as minhas súplicas, ó Mãe do Filho de Deus humanado, mas dignai- Vos de as ouvir propícia e de me alcançar o que Vos rogo. Amém.